SONO BUONA GENTE, MA TUTTI LADRI

magu

Mentor Neto

São gente boa, mas todos ladrões. Essa a tradução da frase em italiano do título do artigo de Roberto Junquilho, no blog Panorama Atual. Interessante, mas não é o foco deste post, e fica indicado pelo link para quem quiser ler. Preferi incluir o texto do Mentor Neto, que tem algum humor; afinal, não estamos todos cansados de ler crítica sobre crítica? Eu estou, desde 2003, ano em que um certo novededos, e seu partido de ladrões, suportado por uma maioria de gente mal informada, para não ser ofensivo, assumiu a magistratura máxima desde infeliz pedaço de terra que já foi conhecida como Pindorama e nos conduziu, ao final de 13 anos de desacertos, para continuar não ser ofensivo, a ser o país com mais desempregados do planeta.

TUTTI BUONA GENTE
Um sujeito foi flagrado, no Mato Grosso do Sul, com 129 kg de maconha, armamento de uso exclusivo do Exército e munições.
Breno Borges foi preso em flagrante.
Estaria bem encrencado, não fosse filho da desembargadora Tânia Borges, presidente do Tribunal Regional Eleitoral.
Essa senhora decidiu que seu filho não poderia ser preso porque, coitado, sofre da Síndrome Borderline.
Ou, conforme consta do processo, possui “desvio dos padrões de comportamento”.
Desvio bravo, desses que levam 129 kg de maconha e fuzis no carro.
Dra.Tânia Borges deu uma bela carteirada e mandou sua cria para uma clínica médica.
Aí você pode pensar que estou sendo leviano.
Que não sou especialista e não vi laudo nenhum, então Breno pode mesmo ser um sujeito que tem probleminhas.
Ok.
Vamos acreditar nessa versão, deixar Breno de lado para falar de outro Borges.
Bruno Borges é outro filho da desembargadora Tânia Borges.
Advogado, defende a namorada do irmão, que se encrencou no mesmo flagrante.
Mas a vida de Bruno, o advogado, não foi sempre essa maravilha.
Em 2005, ele foi preso por assalto à mão armada em Campo Grande.
O forte da desembargadora não é manter seus filhos dentro da lei, mas ela é ótima para mantê-los fora da cadeia.
Bruno foi preso e condenado em apenas 24 horas.
Não ficou nem um dia preso.
Enquanto seu comparsa foi enviado ao presídio, a desembargadora-mãe interviu e ele foi internado numa clínica psiquiátrica.
Bonito a gente ver uma mãe tão dedicada.
Se você está indignado, calma.
O Conselho Nacional de Justiça finalmente abriu uma investigação contra três desembargadores do Mato Grosso do Sul.
Tânia Borges e dois colegas.
Quem sabe, né? — dirá você, entoando este mantra que estamos repetindo há pelo menos dois anos.
Quem sabe isso, quem sabe aquilo.
Esse caso é emblemático porque é um retrato do Brasil de hoje.
Nós permitimos que a falta de ética extrapolasse as cuecas, as salas das repartições públicas e invadisse as salas de jantar e os almoços de domingo dessa gente.
A safadeza “capilarizou” de tal forma que saiu da camada dos responsáveis diretos e contaminou seus parentes.
Veja o caso grotesco do senador Aécio Neves.
Está lá, de volta à sua atuação política belo e formoso, enquanto a irmã e o primo usam tornozeleira.
Pai, filho, irmão, primo, tio.
Família lembra Máfia.
Sem que a gente percebesse, aos poucos, o País foi dominado por essas pequenas famiglias.
Famiglias de corruptos.
Alguns exemplos, começando pelo casal Sérgio Cabral e senhora.
Lembram do ministro Fux, do STF, que encaixou a filha como desembargadora numa sabatina relâmpago?
Quem pode negar que Geddel pensou no conforto da famiglia quando quis garantir o apartamento em área de preservação histórica?
Há ainda a famiglia Garotinho e Rosinha, de triste lembrança.
E como falar em famiglia sem lembrar da mais famosa do Brasil, não é mesmo?
Unidos na praia e no sítio.
O pai, orgulhoso, diz que Lulinha “é um fenômeno”.
É bonito de se ver que essa gente passa a mão no seu e no meu dinheiro,
Mas que o Sagrado Núcleo Familiar continua sempre preservado.

Anúncios

2 Responses to SONO BUONA GENTE, MA TUTTI LADRI

  1. Ronaldo says:

    Muito bom o texto, esse é daqueles pra distribuir a todos os amigos da lista. Parabéns!

  2. Cláudio Roberto de Oliveira says:

    Talvez fosse de se acrescentar que essas famiglias, tal como aquelas do filme O Poderoso Chefão, operam independentemente, cada qual no seu ramo de negócios, e até se sacaneiam no meio do caminho, mas para evitar a Polícia, são irmãos no mesmo tronco e trabalham no mais perfeito conjunto. Se apoiam fraternalmente, sempre pensando nos negócios. Foi o que fez o chefe fhc, quando livrou a cara do chefe lula, na descoberta do mensalão do pt.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: