APOSENTADOS

magu

Recebi pelo WhatsApp, com a referência que é de autoria da Mirian Leitão. Não posso garantir a origem, mas como o texto não é uma bobagem, achei que deveria publicar, porque perguntar não ofende.


Eu só gostaria de saber qual a justificativa para o fato de o bolsa família, onde ninguém trabalha, ter o dobro do aumento dos aposentados que trabalharam a vida toda.
Somos mais de trinta milhões de aposentados! Não podemos admitir que distribuam o nosso dinheiro a quem nunca trabalhou.


Consultei o Gil para saber se ele concordava com a postagem. Ele respondeu corretamente que a matéria consta do site http://www.boatos.org  Realmente, naquele site consta que o texto atribuido a Mirian Leitão é fake.

Bem, então eu resolvi fazer a minha própria pesquisa.
Consultei o Dr. Google com a mesma pergunta:
Reajuste do bolsa-família em 2018 e reajuste dos aposentados em 2018.

As respostas foram:

1) Temer reajusta Bolsa Família em 5,67% a partir de julho – UOL Notícias
O presidente Michel Temer confirmou, no pronunciamento oficial do Dia do Trabalhador…

2) INSS: confira os reajustes proporcionais de aposentadorias e … O aumento, retroativo a 1 de janeiro de 2018, será de 2,07%. Esse é o menor reajuste para aposentados e pensionistas…

Para encerrar este post, pergunto porque não ofende: Onde está o fake da notícia, boatos.org?
E eu mesmo respondo: Só na atribuição do texto à analista econômica Mirian Leitão, pois o restante é verdadeiro.

Equivalência, isonomia e outros sinônimos são na verdade desconhecidos neste país de merda, assim como a palavra ÉTICA parece ser desconhecida nas ‘comessões de ética’ dos paralamentares brasileiros


Gil comenta: 

Os votos de TRINTA MILHÕES DE APOSENTADOS são suficientes para eleger ou destruir a re-eleição de qualquer candidato.  Eleitoralmente, SE unidos, somos mais fortes que os caminhoneiros. 

Anúncios

7 Responses to APOSENTADOS

  1. Galdino says:

    Sei que este meu comentário de prático nada influi, mas lamentos e indignações não devem ofender. Lembro-me de menções antigas e uma delas era mais ou menos assim: “os humildes e mais fracos são os últimos a falar e os primeiros a apanhar”. Pois é, os trabalhadores de nível mais baixo e aposentados por dedicação a empresas privadas fazem parte desse grupo. Injustiças contra esses há aos montes. Os que estão na cúpula por terem altos salários e gozarem de posição privilegiada não se sensibilizam com os sacrifícios que os humildes fazem para sobreviver. Exemplos não faltam. Eu, particularmente, me sinto achacado pelo sistema. Iniciei minhas contribuições previdenciárias em 1962 e continuei até 1992. Nesse tempo sempre ganhei bem. Quase sempre contribui sobre dez salários e cheguei num período sobre vinte salários. Sai do país em 1992 e voltei em 2001. Ao procurar o INSS para verificar minha situação em relação à aposentadoria, fiquei sabendo que o contrato de 30 a 40 anos atrás não mais tinha valor. O que paguei sobre o máximo estabelecido de nada valia para o cálculo de meus benefícios. O que se considera para estabelecimento do cálculo de aposentadoria são as contribuições de 1994 para cá. Resultado, estando eu fora do país e não tendo contribuído desde 1992 só teria direito a um salario mínimo depois de contribuir por mais cinco anos para completar 35 anos. Tentei insistentemente demonstrar a injustiça que sofri, mas nada adiantou. Consequência, não contribui com mais nada e aguardei completar 65 anos e hoje sou um aposentado com um salário mínimo de R$954,00 e no ano que vem terei um aumento de 31 reais. Se não tivesse dados meus pulos, hoje estaria dependendo de meus filhos para me alimentar.

    • Cláudio Roberto de Oliveira says:

      Galdino, li tua história e me parecia que lia a minha história. Também comecei a pagar na boca do caixa ao IAPB em l962. Por 30 anos paguei, sempre acima do salário mínimo vigente, e nos últimos anos, sobre 20 salários mínimos. Mas me fizeram uma pequena sacanagem ao fim das minhas contribuições: um belo dia, pagando como contribuindo em dobro, o INSS me proibiu de continuar recolhendo sobre 20 salários. O teto passara a 10 salários mínimos. Perguntei-lhes sobre o dinheiro que havia pago a mais. A resposta foi que “já era”. Hoje me pagam um pouco mais de um salário mínimo, que passei integralmente a minha ex. Vivo também de outros “pulos” que evitam que morra de fome.

      • Galdino says:

        Claudio, tal quanto nós muitos de nossa época foram desrespeitados em seus direitos. No Brasil quem tem o poder de gerência pública cuida apenas de seus interesses, os do povo são obrigados a se conformarem e apenas isso.

  2. Gil says:

    Era o fim do primeiro mandato de fhc quando comecei a campanha que faço até hoje.
    NÃO REELEJA NINGUÉM. De síndico ou presidente de clube à presidência da República, NINGUÉM.

    Aposentados e pensionistas somos mais de TRINTA MILHÕES DE VOTOS. Quando nos unirmos seremos mais fortes ELEITORALMENTE que os caminhoneiros. E cada um de nós tem uma multidão de parentes, o que potencializa essa força.

    A única coisa que nos enfraquece é a dispersão. Nesta eleição, façamos um ensaio:

    NÃO REELEJA NINGUÉM !

    • magu™ says:

      É verdade! Não acham que é hora de dar um pé na bunda do Paulo Paim e outros que se dizem defensores de aposentados? Não consigo acreditar que petistas aposentados são enrabados e ainda acham bom…

      • Cláudio Roberto de Oliveira says:

        Magu, petista é uma coisa à parte. Para eles até 9dedos é um preso político e não um político preso, corrupto e lavador de dinheiro.

    • Galdino says:

      Gil, você citou o obstáculo essencial: dispersão. Seria muito bom que houvesse a união dos aposentados, mas acho extrermamente difícil, senão impossível, infelizmente. Acredito que pregando em todos os meios nossa isatisfação com os procedimentos de nossa cúpula política podemos influenciar cidadãos, pelo menos alguns. Nossa cultura é cada um por si e Deus por todos. Com isso a colaboração e bom senso vão pro brejo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: